7 mar
2012
Posted in: Dia a dia
By André Jun    2 Comments

Passividade

[...] A sociedade, a princípio, nunca sabe bem o que fazer com qualquer excedente [...] A vida no mundo desenvolvido inclui uma quantidade enorme de participação passiva: no trabalho, somos malandros e, em casa, somos bicho-preguiça [...]

Ao ler A cultura da participação, de Shirky, deparo-me com o trecho acima que ressoa em minha mente. Parece-me que quando estamos no escritório na verdade queremos estar em casa. Se estamos em casa, ficamos enjoados e queremos voltar ao trabalho. Na escola, não queremos estudar e não suportamos a ideia de fazer um teste. Se estamos “parados” em relação ao estudo, dizemos que estamos “há muito tempo sem estudar”.

Nunca satisfeitos, nunca contentes.

2 Comments

  • Passei para conferir o conteúdo das aulas e acabei fisgada pelos textos.
    Gostei muito da dinâmica da sua escrita.

    • Rose, obrigado pelo tempo que dispôs para comentar. Se alguma coisa fez sentido para vc, então já valeu a pena! Grande abraço!

So, what do you think?