7 mai
2012

Trading e o aquele papo de eficácia e eficiência

Se ser eficaz significa atingir objetivos e ser eficiente significa fazer do modo mais rápido, então, o trader eficaz e eficiente é aquele que ao atingir o alvo faz a realização o maior número de vezes possível em um determinado período de tempo.

Logo, pensando no mini-índice, suponhamos que o alvo de um determinado day trader seja 150 pontos. Se esse profissional for apenas eficaz, atingirá 150 pontos em determinado dia do pregão e fará a realização. Talvez ele o faça logo na primeira hora, ou no final do dia ou ainda entre na primeira hora e apenas realizar no final do dia.

Entretanto, se quiser ser eficiente, irá fazer essa mesma operação mais vezes no mesmo período de tempo. Assim, (desconsiderando as questões do gasto com corretagem) esse mesmo day trader se sentirá compelido a fazer o maior número de operações possível no mesmo dia. Portanto, ao invés de entrar em uma operação no início do dia e sair dela no final do pregão, vai preferir fazer 2, 3, 4 ou até mais operações no mesmo dia.

Logicamente, estou fazendo uma análise bastante superficial da situação de um day trader durante um dia de pregão. Afinal, há outras variáveis que influenciam diretamente a questão do operar mais vezes no dia. Uma dessas variáveis é a própria corretagem que pode tornar as operações pouco lucrativas. Outra variável é o fato do trader possuir um setup (ou mais) para operar — e a questão de ser disciplinado o suficiente para ter sucesso nesse mesmo setup. Uma terceira variável –e não menos importante– é o próprio mercado: afinal, um trade bem-realizado pela manhã (que gerou digamos 200 pontos) pode simplesmente não surgir à tarde; ou pior, um segundo, terceiro ou quarto trade podem nos estopar uma ou várias vezes. Essas más experiências podem influenciar negativamente a atuação do mesmo trader.

Havendo dito isso, seria interessante entrarmos na questão dos aspectos psicológicos do trader, mas isso fica para outra oportunidade. Até mais!

So, what do you think?